Santa Inês vive o caos por conta de decisão judicial e medida estaparfúrdia do gerente do BB

Por causa disso, o lixo deixou de ser recolhido por falta de dinheiro para colocar combustível nos caminhões, todos os órgãos da prefeitura tiveram a luz elétrica cortada, além da frota do município ficar parada e a gestão ficar impossibilitada de atender as demandas da população.

A decisão judicial de bloquear 60% dos recursos do Fundeb para pagamento dos professores é acertada se os salários estiverem atrasados, mas não pode alcançar outras receitas para o mesmo fim, como a verba do FPM.

Mas o pior mesmo foi o gerente do BB local vestir a toga e decidir bloquear tudo, como se estivesse feito um acordo para favorecer a futura gestão. É caso de Justiça. Enquanto isso, quem padece é a população que deve ficar até o dia 31 deste debaixo de taca.