SANTA INÊS – Professores pressionam prefeita Vianey Bringel

Os professores da rede municipal de Santa Inês farão dois dias de paralisação em reivindicação ao pagamento do reajuste dos salários. As manifestações ocorrerão nesta quinta e sexta-feira (dias 3 e 4/08), nos período da manhã e tarde.

As manifestações se dão em razão do não cumprimento da Lei por parte da Administração Municipal, que não repassou o reajuste salarial – um percentual de 7,64% – a que os educadores têm direito. Os educadores lutam pela atualização do repasse desse percentual.

Outro motivo da paralisação é fazer com que prefeita Vianey Bringel cumpra o Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Professores, enquadrando os educadores em suas promoções dentro do Plano de Cargos, norma essa que atual gestora vem infringindo, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Básica Pública das Redes Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma). Ao todo, são cerca de 50 promoções não cumpridas pela prefeita.

De acordo com a programação divulgada pelo Sinproesemma, os educadores iniciarão a manifestação a partir das 8 horas da manhã desta quinta-feira (3), com concentração em frente ao prédio da Prefeitura de Santa Inês. De lá, seguirão em caminhada de protesto até a sede da Secretaria Municipal de Educação.

A tarde, a paralisação continua na Praça da Matriz de Santa Inês, onde, a partir das 16 horas, haverá apresentações musicais, roda de capoeira, recital de poesia e outras atrações.

Na sexta-feira (4), as manifestações ocorrerão na Praça da Matriz, onde durante todo o dia acontecem apresentações musicais e gospel, roda de capoeira, recital de poesia e outras atrações.

Prefeita ainda não pagou o reajuste salarial dos professores, segundo o Sinproesemma