Jovem Tarcísio Miranda faz Carta Aberta a Senadora Eleita Eliziane Gama

CARTA ABERTA

Nobre senadora eleita, Eliziane Gama, primeiramente espero que essa carta chegue as suas mãos e seja lida até o fim, e se possível, aguardo uma resposta juntamente com o público evangélico que confiou em sua pessoa. O Maranhão acreditou em você, votou em você e lhe elegeu. Isso foi mais possível devido ao “peso do voto evangélico” que, aliás, foi majoritário em sua vitória.

Desejo destacar que em sua campanha havia um discurso que dizia defender a família e os direitos da fé cristã. Entretanto, após eleita, a senhora, que já estava aliada, fincou-se ainda mais em terras comunistas dando total apoio e até mesmo participando de eventos que eram promotores de suas campanhas ideológicas. Penso que quando a senhora se diz evangélica, equivoca-se, por não saber o que é ser ou, simplesmente por ignorar o sentido de fé cristã. Desejo lhe dizer – e faço questão que seja em caixa alta: VOCÊ É CRISTÃ OU DEFENDE O COMUNISMO! AS DUAS COISAS É IMPOSSIVEL.

Agora permita-me explicar: O comunismo é um socialismo em um estágio mais elevado. Ele é simplesmente definido como um sistema marxista. É o conjunto de ensinamentos econômicos, filosóficos e políticos desenvolvidos por Karl Marx. A ideia principal parte do pressuposto de “libertação” do pensamento liberal, suas principais ações enquadram-se na motivação a luta de classes e ditadura do proletariado, em suma, um sistema de desordem e acracia. Olhando pelo prisma das Escrituras, que a senhora diz nela crer, é um sistema que deve ser rejeitado peremptoriamente.

O marxismo remonta ao ateísta e materialista Karl Marx, que é considerado pai do comunismo. Veja como há uma enorme discrepância entre a Fé Cristã e o pensamento comunista! Uma das primeiras declarações de Marx foi enfatizar que “a religião é o ópio do povo”. Inclusive, em diversos poemas escritos por Marx, ele colocava seus desejos de levar a sociedade ao caos e ao ateísmo, ele dizia: “desejo vingar-me daquele que governa lá em cima”. Marx, que era um judeu piedoso de família igualmente piedosa e convertida ao cristianismo, mudou rápida e drasticamente. Por que? Simples, é possível, que ele tenha se envolvido com o satanismo e de lá retirou várias de suas ideias. Onde está o ateísmo dele? Mas antes de tudo isso, ele foi humanista, que aliás, é de lá que sai muitos pseudos-cristãos. Com o homem no centro de tudo, sem a experiência da regeneração e orientação das Escrituras, os humanistas que se dizem cristãos tornam-se cavalo de carga, paroleiros da “teologia da libertação” que estão a serviço do comunismo.

O maior desejo comunista, entenda como marxismo e até mesmo socialismo, é destruir a religião, principalmente a Cristã. Destarte, seu desejo é tirar Deus e se opor a tudo que tenha Ele como centro. Pergunto: onde está a comunhão da fé cristã com o comunismo? Que Comunhão tem a luz com as trevas? Onde existe luz as trevas tem de se dissipar. No entanto, não é isso que vemos em suas atitudes. Espero que isso mude o mais rápido possível.

Além de outras mais, o marxismo -entenda comunismo- prega a guerra de classes. Segundo essa ideia tudo no mundo é fruto de forças que se opõem. Onde não há oposição e guerra entre as classes, não há dinamismo, afirma. Penso que a senhora também deseja que a paz e o amor sejam melhores que guerra. Que a ordem e a justiça sejam superiores a anarquia e desigualdades. Essa doutrina ensina que a sociedade está dividida e deve sempre viver em conflitos para que os direitos sejam conquistados. Nunca há paz no pensamento marxista, nunca há ordem, inclusive eles falam muito de paz, mas a paz que eles falam é a destruição do povo capitalista e a vitória do proletariado. É a derrota dos direitos democráticos e a vitória do comunismo. É a abolição da moral e instalação das orgias. A paz do comunismo, é na verdade uma guerra sem trégua. Sem falar que para o comunismo quem reina é o estado, a propriedade privada deve ser levada a extinção.

Para que a senhora esteja mais informada, a igreja é mais perseguida em países comunistas, isso não é sensacionalismo, é realidade. A Bíblia e sua pregação são proibidas, a igreja é vetado a realização de cultos e a perseguição com todo o aparelhamento estatal se instalam contra a igreja. Será se a fé cristã se adequa a esse pensamento que a senhora ao apoiar partidos e candidatos de esquerda defendem?

A democracia, que é capitalista, conservadora, e prega o liberalismo econômico, é melhor que o comunismo. Na democracia, à liberdade de culto e do livre exercício da fé. Na democracia a pessoa humana é valorizada e livre. Na democracia existe bem-estar para o povo. Na democracia o governo é do povo, para o povo e pelo povo. O comunismo contraria tudo isso. Na democracia as pessoas são livres para trabalhar e enriquecer sobre o próprio suor. No comunismo, com a sua falsa ideia de distribuir riquezas, ele distribui mesmo, e de forma igualitária é a pobreza.

Para finalizar afirmo que, a igreja e o comunismo são dois opostos que não se atraem. Na melhor das caracterizações, o comunismo considera a igreja como uma organização apenas econômica que oprime as pequenas classes. Sem falar que, eles ainda adjetivam a igreja como sendo uma força que se impõe ao mundo com sua cosmovisão, apenas condenando-o.

O comunismo nada mais é que uma invenção de Karl Marx, não passando, portanto, de uma filosofia de homem e que somente oferece ao homem ideias de revoluções populistas que no final das contas conduz ao caos, isto é, a enfaticamente pitoresca anarquia da liberdade, privilégios e méritos econômicos pessoais.

O comunismo idealizado por Marx pretende dominar o mundo em todas as esferas e se impor sobre qualquer religião que não sendo ela mesmo, e sobre os indivíduos com suas competências privadas, para desta maneira, governar para seu próprio bem. Além de considerar que a religião é apenas uma invenção do homem e como bem disse Marx, “é o ópio do povo”. O cristão que defende idealismos, que a princípio parecem bons, do Marxismo, não pode ser considerado cristão, pois, além do comunismo ser humanista, vai contra toda e qualquer autoridade constituída democraticamente, contra a igreja e contra Deus. O comunismo é ateu. É, portanto, diabólico e contraventor satanizado do mal.

Não é possível servir a Deus e ser incluso nesse meio. Não é possível ser árvore e terra adubada ao mesmo tempo. Não é possível ser rio e mar. Ou uma coisa ou outra, mas as duas não.

O comunismo de Marx é como a bruxa má da história da Branca de neve, oferece a maçã aparentando ser do bem, mas depois a domina com a morte voraz e assaz. O Marxismo pretende tudo vê, patrulhar e a todos controlar. Começa bem, mas termina mal, pois somente, conduz ao caos.

Dito isto, encerro essa missiva dizendo que os seus eleitores cristãos estão, em sua maioria indignados e repudiam suas atitudes em apoiar candidatos e governos de viés comunista. São vergonhosas as suas ações como “cristã”. Espero que a senhora mude rapidamente de ideia, ou então sua carreira pode se declarar encerrada. Vemos em várias de suas postagens em suas redes sociais a senhora participando de eventos e defendo corruptos e comunistas. Pense bem sobre quem a senhora é, se é cristã ou defensora de princípios comunistas.

 

Tarcísio Miranda, Acadêmico de Ciências Sociais- UEMA-, Escritor, Articulista, Professor e Palestrante convidado de educação nível médio.