Educadores de Santa Inês fazem greve de advertência por falta de diálogo da prefeita Vianey Bringel

O núcleo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) do município de Santa Inês/MA realizou, nos dias 3 e 4/08, uma manifestação por falta de diálogo e descumprimento por parte da prefeita Vianey Bringel (PSDB), aos direitos dos trabalhadores da Rede Municipal de Educação.

Os manifestantes fizeram passeata e se concentraram em frente a prefeitura no período da manhã e pela tarde a concentração aconteceu em frente a Câmara Municipal, durante todo o dia teve manifestação, com atos simbólicos e fala da categoria em carro de som.

Os professores lutam pelo cumprimento do Plano de Cargos Carreiras e Salários, pela regularização de pagamento dos servidores da rede municipal, que está sendo pago pela metade desde o mês de maio deste ano, com recomposição em caráter retroativo.

“Desde o mês de maio que estamos recebendo salários pela metade, professores e até os vigias. Então, ela vem com o adiantamento do décimo terceiro salário pra ver se calaria a categoria, mas não deu certo, porque correto seria ela juntar tudo e pagar o mês de julho que ela ainda não pagou”, pontuou a presidenta do núcleo Sinproesemma no município, Maria Goreth Barros Silva.

Segundo a presidenta, trata-se inicialmente de uma paralisação de advertência, mas se a prefeitura não resolver a situação, a categoria vai parar por tempo indeterminado.
.
“Caso permaneça a falta de diálogo da prefeita Vianey Bringel, o sindicato vai realizar uma assembleia da categoria para a aprovação de uma nova paralisação, e dessa vez, por tempo indeterminado”, finalizou.

Toda a movimentação contou com o apoio da secretária de Representação dos Núcleos Municipais, Janice Nery, e demais dirigente do Sinproesemma de São Luis.

FONTE: sinproesemma.org.br

Fotos: Danilo